Fone: 54 8409 2843

Sistemas para a web…

3, março, 2012

Edvaldo Rodrigues é pós-graduado em Desenvolvimento de Sistemas para Internet (2010), graduado em Tecnologia em Desenvolvimento de Software (2009), ambos pela Universidade Paranaense Unipar. Seu trabalho e de sistemas para internet/intranet no qual possui diversos trabalhos (softwares) desenvolvidos no meio. Tem foco nas áreas de Gerenciamento, Analise e Desenvolvimento de Sistemas, onde fundou uma empresa voltada a este fim (nov./2010 Dias Atuais E Rodrigues Sistemas (AIRDATA / ERDATA Sistemas)). Possui vinculo empregatício com a Avenorte Avícola Cianorte Ltda onde emprega seus conhecimentos nas áreas de internet, intranet, sistemas de comunicação interno, desenvolvimento de pequenos sistemas baseados em php.

1. Edvaldo você fez uma escolha de graduação que atualmente tem colocação certa no mercado de trabalho e um forte apelo financeiro. Estes foram os motivos de sua escolha?

Sim, sempre gostei de informática e quando resolvi optar pela profissão, levei em conta diversos fatores, como a empregabilidade e o “faça o que você gosta”.

2.  A opção por iniciar sua trajetória em uma empresa fortaleceu sua maturidade profissional?

Meu primeiro emprego com carteira assinada foi na área de Rh e contabilidade, porém percebi que precisava vivenciar o que estava aprendendo na faculdade, busquei estágios e empregos na área de informática. Mesmo com uma remuneração simbólica de estagiário havia muita vontade de aprender com as pessoas que já estavam na profissão e colocar meus novos conhecimentos em prática.

 3.      Uma das ferramentas que você tem dedicado mais atenção é o desenvolvimento de sistemas. Dentro do mercado você percebe que os profissionais aproveitam todo o potencial  desta ferramenta?

Sempre que me fazem esta pergunta, costumo citar com exemplo a medicina, nela temos cardiologistas, ginecologistas, urologistas, etc., cada um tem sua especialidade, porém antes de seguir sua especialidade, todos conheceram a “clinica geral”. Assim foi meu curso, nele aprendi um apanhado do que é a informática em si, sistemas operacionais, redes, desenvolvimento desktop, desenvolvimento web, etc., optei pelo desenvolvimento de sistemas para web, pois acredito que possui um grande nicho de mercado. Existe uma tendência de aumentar no futuro, pois inúmeros dispositivos oferecem acesso à internet, e os novos surgirão para oferecer ferramentas a necessidade da informação em todo lugar, disponível, independente de uma plataforma ou sistema operacional Isso me motiva a continuar, pesquisar, criar e melhorar sistemas já existentes.

 4.      Atualmente no mercado existem grandes empresas que desenvolveram sistemas operacionais que se tornaram imprescindível nas organizações, porém nem todas as empresas conseguem adquirir tais sistemas devidos os valores de concessão. Frente a este fator você acredita que existe uma lacuna que pode ser ocupada ou  dificulta esta discussão por já ter criado um paradigma?

No Brasil e grande parte do planeta, um bom programador de sistemas, com conhecimento e vivência na área custa caro, um ótimo programador custa mais caro ainda.

Vivemos em um país que há uma dos mais caros custos de internet, comparando a outras nações em ascensão. Motivos para isso: alta carga tributária e equipamentos, ferramentas, profissionais de suporte, recepcionistas, consultores, pirataria e sistemas mal-desenvolvido e vendido por preços muito abaixo do mercado.

Os empresários procurando obter um melhor lucro em sua organização se utilizam destas opções clandestinas. Tudo isso colocado em uma balança gera os altos preços praticados pelo setor.

Acredito que se as empresas procurassem optar por softwares originais ou desenvolvidos por empresas constituídas idoneamente em seu uso diário, alimentaria uma grande cadeia conhecida por oferta-procura, reduzindo gradativamente os preços, aumentando a concorrência e positivamente a qualidade dos sistemas oferecidos.

Grande parte disso, nós, proprietários de empresas do ramo, temos meia culpa, pois precisamos oferecer novas formas de pagamento pelos serviços, e ainda nos unir em núcleos setoriais. Existe muita desunião onde se unidos poderíamos ser mais forte, para pedir, por exemplo, redução de carga tributaria, impostos de produtos importados, etc.                                                        

 5.      Sou uma profissional da área organizacional e preciso desta ferramenta para aperfeiçoar os processos, porém percebo que muitos profissionais não conseguem interpretar esta linguagem  e transformá-la em resultado. Você acredita que este é um problema de falta de atualização dos profissionais ou é uma falta de divulgação dos êxitos destas ferramentas?

Muitos profissionais, não só da área organizacional. Mais de 40% das demais profissões (inclusive na própria área da informática) ainda sentem algum receio quanto aos sistemas de informação, talvez por algum trauma anterior, talvez por já ter perdido algum tipo de dado importante por causa de um vírus, por exemplo, ou até mesmo por falta de conhecimento nos benefícios que um software bem gerenciado pode fazer para agilizar o dia a dia de um profissional.

Acredito muito que a causa deste efeito no Brasil é que o computador veio de casa para os negócios e não dos negócios para casa, como aconteceu em outros países, desta forma o computador se tornou um mero figurante nos negócios, passando uma imagem de que serve apenas para ler-emails, acessar redes sociais, ver as ultimas noticias e não por ser uma ferramenta robusta em uma tomada de decisão.

Mas aos poucos este panorama está sendo mudado de forma positiva, profissionais que já utilizam sistemas em seu dia a dia de trabalho vem recomendando para outros gerando uma corrente.

6. Atualmente existem políticas claras para assegurar um bom desenvolvimento de sistemas na Web?
E se houver dificuldades ou plagio existem formas legais de proteção?

Infelizmente nossa profissão ainda não é regulamentada, existem pessoas e pessoas, empresas e empresas. Sempre é bom investigar o histórico da empresa a qual queira contratar seus serviços. Boas empresas procuram seguir regras de boas práticas, possuem manuais. Porém não há algo que certifica fielmente um bom software.

Quanto a plágio de um sistema, assim como qualquer outro produto ou invenção pode ser registrado uma patente no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial), sendo protegido pelas normas vigentes do órgão. E quando a dificuldades ou prejuízos são maiores, não acordados entre as partes, contamos com a resolução na lenta justiça comum brasileira.                                                           .

7. Você pode nos posicionar quais são as possibilidades encontradas em sua empresa?

Somos especializados no desenvolvimento de sistemas multi – plataformas, que funcionam em qualquer PC, celular, tablet, notebook com qualquer sistema operacional Windows, Mac, Linux, etc., e de qualquer lugar do mundo.

Pois fica baseado em uma plataforma web. Atualmente estamos dedicando nossos esforços para desenvolver e aperfeiçoar sistemas para controle de treinamento escolar, organizacional e banco de currículos. Oferecemos também sistemas de controle de fermentaria, para sac, gerenciamento de conteúdo de sites e sistemas de sorteios eletrônicos.

Edvaldo a Koeso agradece por sua disposição em responder nossos questionamentos e lhe deseja sucesso nos empreendimentos. Obrigado.

Paula Schlittler